PAPEL-MANTEIGA PARA EMBRULHAR SEGREDOS — Cartas Culinárias

 

Código: 0698L21603

Gênero literário: Romance epistolar

Temas contemporâneos: Projetos de Vida / Inquietações da Juventude

Componentes curriculares: Linguagens e suas Tecnologias; Ciências humanas e sociais

aplicadas; Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Público-alvo: 1o ao 3o ano do Ensino Médio

Sinopse

Papel-manteiga para embrulhar segredos conta a história de Antônia, uma jovem que foge de casa para estudar gastronomia na casa (e também restaurante) da renomada e excêntrica chef, Srta. Virgínia. Lá, acaba descobrindo que gosta mesmo é de comida, fogo e aromas. Exatamente nesta ordem.

O romance é contado por meio de cartas que a protagonista Antônia envia para sua bisavó, Ana. Não há datas, não se sabe exatamente onde ela está e as receitas são sumariamente contrabandeadas através destas cartas. É nas cartas que o leitor descobre para onde Antônia foi (tem pistas pelo livro), porque ela precisou fugir e o motivo das suas inquietações da juventude, os métodos de ensino da Srta. Virgínia e a razão para todo o segredo em torno do envio misterioso das cartas.

As cartas são culinárias porque estão cheias de receitas. Precisamente 65 delas. No cardápio estão delícias da culinária internacional e vão desde uma simples sobremesa como Ambrosia,

passando por acompanhamentos como Batatas Gratinadas até sofisticados pratos principais como Guisado de Cabrito com Anis Estrelado e Omuraisu com Nirá, emprestado da culinária oriental. Tudo simples de fazer e salpicado de literatura e das memórias afetivas das personagens porque é pra isso que este livro está aqui. Para contar uma história deliciosa e bem--humorada bem no pé do fogão. Quer ouvir?

Sobre as autoras

Cris Lisbôa nasceu no Rio Grande do Sul em 1981. Escritora, jornalista, professora e pesquisadora de comunicação na escola livre Go, writers, que desde 2013 pesquisa linguagem e comunicação para criar aulas, jornadas e palestras capazes de deslocar corações, do peito até a pontinha dos dedos. Papel-manteiga para embrulhar segredos, cuja primeira edição foi

publicada em 2006, é seu terceiro livro. Os outros títulos da autora são: Pequenos pedaços soltos de histórias de amor às vezes verdadeiras, Deles e quase o resto, Sylvia não sabe dançar, 

Nunca fui a garota papo-firme que o Roberto falou, Duas pessoas são muitas coisas: estória de Virginia e Tem um coração que faz barulho de água.


 

Tatu Damberg, nascida em Porto Alegre em 1979, é especialista em comidas lindas. Especialista em comida? Sim! Chef de cozinha e produtora culinária, tem experiência em marketing e cria receitas e imagens capazes de transmitir – além de sabor – a identidade das marcas com que trabalha. Além de ser co-autora com Cris Lisbôa de Papel-manteiga para

embrulhar segredos, publicou outros dois livros: A Peleja do Alecrim com o Coentro e outros causos culinários: receitas e cordel e A Panela Amarela de Alice.